domingo, 26 de abril de 2015

Diagnóstico Municipal

Bom Dia!

Para acontecer a ampla participação da juventude dos municípios, algumas ações são necessárias para que a cidade promova seminários, encontros, conferências, enquanto mecanismos de discussão, proposição das politicas de juventude municipais.
Se você esta preocupado com a realidade em que a juventude se encontra, então, não perca tempo e comece o diagnóstico da sua cidade.

Qual a realidade da juventude no seu município? Você já parou para observar os aspectos da sua cidade? Analise aonde a juventude está. Responda as perguntas e faca suas anotações.
Coloquei alguns questionamentos para suscitar o debate interno, porem podem surgir outras questões que eu não coloquei nessa reflexão.

 Quais os espaços de aglutinação dos/as jovens? É na escola? Igreja? Povoados? Times de Futebol? Associações? União Municipal dos/as estudantes? Grupos Culturais? Grupos de Jovens? Juventude Partidária? Projetos ou programas executados no município? Juventude Quilombola? LGBT? Mulheres Jovens? Negros/as? Jovens Artistas?


Você pode começar fazendo esse mapeamento, para saber os espaços de atuação da juventude e quantos grupos constituídos tem em seu município.
Sugiro que coloque o nome da comunidade/bairro, e não esqueça de incluir os povoados mais distantes da sede. Em seguida elabore o quadro situacional, conforme ilustra a imagem abaixo.
Fonte: GOMES, Dayana Roberta. Juventude: como organizar nos municípios?. São Luís, 2015.

sábado, 25 de abril de 2015

ENCONTRO NACIONAL DA JPS/MA


No dia 25 de abril na Assembleia Legislativa, aconteceu o Encontro Nacional da Juventude Popular Socialista no Maranhão e contou com a presença de autoridades, como o Presidente Nacional  Roberto Freire do Partido Popular Socialista - PPS, a Deputada Federal Eliziane Gama - Presidenta Estadual do PPS/MA, Governador Flávio Dino - PC do B,  Deputado Estadual Wellington do Curso, a Secretária Estadual da JPS - Karla Sousa, o Presidente Nacional da JPS, a Secretária Estadual de Juventude do Estado Tatiana Pereira, o Presidente Nacional da Juventude Socialista Brasileira. 


À tarde, o evento continuou com a Mesa sobre Reforma Política no Brasil e teve como expositor o Juiz Marlon Botão, Diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa, Deputado Estadual Wellington do Cursado, Dep. Federal Eliziane Gama e Cristiano presidente da JPS/PE coordenou os trabalhos.

No segundo momento, o debate foi sobre Diversidade, ministrando a palestra a pesquisadora Fernanda do Ceará e contou com a participação de Jeferson Taylon, representante do movimento LGBT e de Felipe - presidente estadual da JPS/CE. 

O sábado foi bastante movimentado e recepcionar a juventude estadual e nacional da JPS e demais convidados/as, comunidades, municípios reafirma o compromisso da direção do partido com as ações da juventude brasileira e maranhense. 

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Faça uma Criança Feliz: Doe um Livro



Você lembra do primeiro livro que ganhou?
Quantos livros ou HQs - História em Quadrinhos você já leu? 
Convido-o/a para realizar uma ação que vai transformar a vida de uma criança, adolescente, jovem e adulto. Você nesse momento tem a oportunidade de mudar as pesquisas brasileira e principalmente a maranhense, no que diz respeito ao acesso à leitura e consumo de livros. 
Que tal conhecer a iniciativa da turma de Biblioteconomia da UFMA que está promovendo uma ação de boas vindas aos calouros e optaram por não fazer trote. Em vez disso, eles estão arrecadando livros, cadernos, lápis, canetas, borracha, pastas e material escolar em geral! 
Quem faz a doação de um Livro para uma criança, transforma o mundo, através do acesso à leitura.
Esses materiais serão doados para instituições que cuidam de crianças carentes em São Luís. Quem puder e quiser ajudar pode entrar em contato com os/as estudantes de Biblioteconomia na UFMA ou falar com Gildean Farias. 

Mais informações entrar em contato com:

Gildean Farias - (98) 98894-9098 / 98151-3056
Jornalista / DRT - 960/MA
Repórter do Jornal O Imparcial / Diários Associados

terça-feira, 21 de abril de 2015

Governo inicia Reestruturação do Conselho Estadual de Juventude


GOVERNO DO MARANHÃO
SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
Fonte: SEEJUV            Texto: Gildean Farias

21/04/2015

Reativar e organizar o Sistema Estadual de Juventude é uma das principais metas da gestão do governador Flávio Dino para a área da juventude. Para iniciar esse processo, fazia-se necessário resolver o impasse jurídico sobre o Conselho Estadual de Juventude (CEJOVEM), que por conta de resolução da gestão anterior prorrogava os mandatos dos últimos membros do Conselho por tempo indeterminado.

Para resolver esse problema, o Governo do Estado publicou decreto no último dia 31 de março revogando a resolução de 4 de maio de 2012, que previa a prorrogação dos mandatos. O Decreto nº 30.692, de 31 de março de 2015, revogou a resolução para que novas eleições sejam realizadas e os novos conselheiros tomem posse.

A gestão estadual entende que a organização juvenil é imprescindível para a proposição das políticas públicas necessárias para fortalecer o protagonismo juvenil no estado. Dessa forma, além de abrir o processo de reativação e fortalecimento do sistema estadual de juventude, o Estado também tem incentivado e auxiliado a estruturação dos conselhos e fóruns de juventudes nos municípios maranhenses, promovendo, juntamente com as organizações juvenis, discussões sobre a 3ª Conferência Estadual de Juventude.

O decreto que revoga o mandato, até então, por tempo indeterminado é um exemplo do compromisso com o processo democrático e empenho na reativação do Cejovem. A Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (SEEJUV) divulgou nota esta semana explicando a finalidade da decisão e os seus benefícios, tanto para a reativação quanto para formação de novos quadros no sistema de juventude do estado. Confira a nota na íntegra:


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre o Decreto nº 30.692, de 31 de março de 2015, que revoga a resolução de 4 de maio de 2012, que previu a prorrogação dos mandatos dos últimos membros do Conselho Estadual de Juventude (CEJOVEM), a Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (SEEJUV), esclarece que:

1 – Preocupada com a ausência política do Conselho Estadual da Juventude, até então inativo, e reconhecendo sua importância no debate de políticas publicas, a Secretaria de Estado Extraordinária de Juventude iniciou mobilização para sua reativação e reestruturação. Para tanto, foi encaminhado parecer jurídico recomendando dissolução da composição atual e convocação de novo processo eleitoral, em parceria com o Fórum Estadual da Juventude (FEJMA);

2 - Desta forma, não foi o CEJOVEM que foi revogado, mas tão somente sua última composição indicada na gestão passada e mantida por tempo indeterminado no Conselho. A dissolução desta antiga composição resolve um imbróglio jurídico criado com a prorrogação do mandato por tempo indeterminado e instaura o processo eleitoral que rompe com a desmobilização de tão importante instância decisória da juventude maranhense;

3- O processo de escuta dos movimentos sociais juvenis para a nova composição do Conselho está em curso, obedecendo aos calendários da SEEJUV e do FEJMA. A administração estadual age em sintonia com a necessidade e preocupação de reativar o Conselho, recuperar seu protagonismo e dotá-lo da infraestrutura necessária ao seu funcionamento para que cumpra seus objetivos legais e políticos como instrumento de luta e representatividade da juventude;

4 - A dissolução da atual composição foi o procedimento mais adequado do ponto de vista legal e político. Agora recomeça o processo de forma tranquila e pactuada com o Fórum Estadual da Juventude, que também está se rearticulando. Estado e sociedade civil poderão fazer escolhas democráticas para a nova composição;

5 – A SEEJUV trabalha para que na próxima gestão, o Conselho seja mais forte, ativo e protagonista na formulação das políticas públicas que a juventude maranhense precisa;

6 – Por fim, a SEEJUV reafirma a abertura ao diálogo de reconstrução do CEJOVEM, saúda todas as iniciativas neste sentido e faz uma grande chamada aos movimentos e organizações da sociedade civil de juventude para participarem do processo com vistas a construir uma nova história para a juventude do Maranhão.

São Luís, 21 de abril de 2015.
Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude

DE QUE JUVENTUDE FALAMOS?

Olá queridos/as,

Falar das questões de juventude no Maranhão, nos remete à diversidade dos segmentos. 
Jovens que militam, estudam, trabalham ou os que não estão nos espaços constituídos como Fórum Municipal e Estadual de Juventude, Conselhos de Juventude, Redes, Coletivos, Pastorais, etc. 
Estamos retomando as atividades para agregar mais agentes no processo.
Além da mudança de governo, com uma Secretaria de Estado Extraordinária de Juventude, os espaços constituídos de atuação das juventudes maranhenses, mantiveram o diálogo desde o Ato de Posse da SEEJUV, no qual o segmento apoia a gestão, pois temos colegas de militância na equipe de trabalho. 
O Fórum Estadual de Juventude sob a sigla FEJMA, está retomando a organização da juventude no Estado, pois a cada mudança de gestor, a juventude ficava sem apoio.
E sobre o Conselho Estadual de Juventude - CEJOVEM foi criado à partir da organização da juventude maranhense, no amplo debate sobre as Políticas Públicas de Juventude, promovidas pelo FEJMA, que foi criado no I Encontro Estadual de Juventude, ocorrido em 2006 na Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Não dá para dizermos que a juventude está recomeçando, sem mencionar os esforços que começaram desde 2002, com ações das instituições de juventude, que estavam se envolvendo com os debates à cerca do segmento.
Em 2004/2005 com as ações da Rede Sou de Atitude/MA, consegui-se realizar um seminário que agregou diversos segmentos, que provocou a criação do Fórum Municipal de Juventude de São Luís - FMJ, responsável por todo o debate no Maranhão. Foi o FMJ que organizou o I Encontro Estadual de Juventude, esteve à frente da criação do FEJMA, CEJOVEM e muitas lutas consegui-se com essas frentes constituídas. 
Tanto se fala de Políticas Públicas de, com e para as juventudes, muitos/as adolescentes, jovens contribuíram com esse processo, quando interagiram nos fóruns e conselhos de juventude, principalmente nos municípios e aqui não falo somente da capital. Observa-se que o segmento é utilizado apenas em discursos políticos e na prática não se constitui ações de grande impacto.
Não dá para desconsiderar o acúmulo de jovens que dedicaram dias de encontros, organizaram reuniões do FEJMA em suas cidades, ou àqueles/as que chegaram aos cargos de gestores municipais de juventude, vereadores/as, técnicos/as, assessores/as. As pessoas não são objetos descartáveis, nem obsoletos. Quando se fala em trazer outros jovens para o campo do debate e para ocupar os espaços do FEJMA e CEJOVEM, precisamos entender que é um processo contínuo, alicerçado em projetos de formação contínuos para as juventudes maranhenses. Para que ocupem qualquer espaço público, tendo conhecimento no campo de atuação escolhido. 
Sobre a revogação da gestão do CEJOVEM que o governador assinou, os/as conselheiros/as da Sociedade Civil desde o início da gestão dialogaram com a SEEJUV e uma ação direcionada ao espaço deveria ser comunicado antes, pois estamos falando de um processo que se revigora na experiência dos acertos e aprendizado dos erros ao longo da caminhada. 
Em maio na reunião do FEJMA acontecerá a escolha dos/as representantes da sociedade civil para os cargos do fórum e conselho, no qual será responsável pelas proposições das PPJ's que nunca tivemos no Maranhão. 


#Juventude
#CEJOVEM
#Maranhão
#NovasPerspectivas

segunda-feira, 20 de abril de 2015

UFMA em Destaque

A UFMA de ontem, de hoje e do amanhã...

A Universidade Federal do Maranhão, maior Instituição de Ensino Superior do estado, ao longo do tempo, passou por importantes avanços, seja no que tange o ensino, pesquisa e extensão, tripé constitucional da Universidade, ou nas questões estruturais, com grandes reformas e ampliações. Nos últimos anos, houve o maior investimento da história desta Instituição, com a democratização do Ensino Superior, através da adesão por parte da Universidade ao ENEM, dos avanços sociais, através das pesquisas desenvolvidas no ambiente acadêmico, da modernização, através da implantação do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas e outros sistemas de informação, da qualificação dos professores, dos novos cursos, dos programas e projetos reconhecidos e da ampliação da Universidade.
É fato que ainda é preciso avançar em alguns pontos para se chegar a uma Universidade com excelência em todos os setores, mas isso precisa ser construído de forma coletiva, responsável e coerente. Partindo dessa análise, observa-se que os debates e as proposições acerca da Universidade, devem acontecer permanentemente, não só em período de Consulta Prévia para Reitor e Vice-Reitor, pois é dever de todos os agentes, ali inseridos, dar sua contribuição na construção de uma Universidade ainda mais comprometida com os anseios da sociedade.
O processo de expansão da universidade é um dos marcos dos últimos anos, pois possibilitou que outras regiões tivessem acesso ao Ensino Superior e contribuiu, significativamente, para o desenvolvimento de vários municípios. Entende-se que o pleno funcionamento da UFMA nos campi, perpassa pela construção de diálogos com os entes federados, que fortalece, ainda mais, o papel da universidade de formar bons profissionais para atuarem nas mais diversas áreas de conhecimento em todo estado.
Percebe-se que não reconhecer todos os avanços e esforços, conquistados recentemente, é desmerecer a importância que a Universidade alcançou no cenário nacional, através de seus professores/as, servidores/as técnico-administrativos e estudantes, que muito contribuíram e contribuem para manter a UFMA como referência de Ensino Público Superior.
O amanhã da UFMA começa hoje, através do reconhecimento dos significativos avanços vistos nos últimos anos, que possibilitaram a construção de uma universidade que dialoga com seu tempo e não quer uma mudança só de palavras, mas comprometida, verdadeiramente, com todos. 

Assinam este texto:
  1.       André Nascimento – Graduando do curso de Zootecnia – Campus Chapadinha
  2. Bernardo Corrêa – Graduando do curso de Teatro
  3. Carla Bethânea – Graduanda do curso de Oceanografia
  4. Charles Martins – Graduando do curso de Letras/Inglês
  5. Dayana Roberta – Graduada em Teatro/Núcleo Arte na Escola da UFMA
  6. Denílson Costa – Graduando do curso de Pedagogia
  7. Esdras Barros – Graduando do curso de Economia
  8. Fiama de Cássia – Graduanda do curso de Direito
  9. Florismar de Oliveira – Graduanda do curso de Pedagogia
  10. Isla Rafane – Graduanda do curso de Letras/Espanhol
  11. James Lopes – Graduando do curso de Teatro
  12. Layse de Maria – Graduanda do curso de Geografia
  13. Lucas Brasil – Graduando do curso de Pedagogia
  14. Oliana Abrantes – Graduanda do curso de Educação Artística
  15. Paloma de Castro – Graduanda em Artes Visuais
  16. Paulo Marques – Graduando do curso de Letras/Espanhol
  17. Priscila Serra – Graduanda do curso de Enfermagem
  18. Silas Dias – Graduando do curso de Letras/Francês
  19. Thaiane Alves – Mestranda em Letras
  20. Thalita Borba – Graduanda do curso de Oceanografia
  21. Valéria Bastos – Graduanda do curso de Biblioteconomia
  22. Vinícius Viana – Graduando do curso de Teatro
  23. Vladimir Antônio Gomes – Graduando do curso de Administração
  24. Yêda Estela – Graduanda do curso de Teatro
  25. Yuri Diniz – Graduando do curso de Engenharia Elétrica